0.5 C
Nova Iorque

Copa do Mundo de 1978: Argentina conquista seu primeiro título diante da sua torcida

Copa do Mundo de 1978: A Copa do Mundo não está logo ali, ela já está aqui, meu consagrado. Os times já pararam suas temporadas, os jogadores convocados já esqueceram suas competições nacionais e continentais. Nós já estamos fazendo prognósticos para aproveitar as melhores oportunidades para apostar na Copa do Mundo Qatar 2022. 

A casa de apostas esportivas KTO produziu uma série de textos sobre a Copa, sobre as principais seleções, prognósticos, curiosidades e muita história do evento. Sim, é claro que as melhores dicas de apostas esportivas também estão disponíveis lá no nosso blog. Não deixem de conferir!

A Copa de 1978 aconteceu aqui do nosso lado, na Argentina. Foi a primeira conquista dos Hermanos, aproveitando o fator casa e fazendo história diante da sua torcida. Com craques históricos como Daniel Passarela, Leopoldo Luque e, o melhor jogador do torneio, Mario Kempes, a Alviceleste foi irrepreensível.

Quem vai apostar na Copa do Mundo Qatar 2022 sabe que a Argentina chega como uma das candidatas ao título. Neste texto, vamos ver como foi que a tradicional escola argentina de futebol conquistou seu primeiro título mundial. 48 anos depois do vice-campeonato histórico no Uruguai, em 1930. 

Copa do Mundo de 1978: 16 seleções classificadas e muita expectativa por um campeão latino

Como é a norma, a maioria dos países participantes eram europeus, 9 no total. A anfitriã, Argentina, Brasil e Peru representaram a América do Sul. Os outros competidores não europeus eram México, Irã e Tunísia, sendo que esses últimos dois países faziam suas estreias em Copas do Mundo da FIFA.

Outro detalhe que se repete, os anfitriões também eram considerados favoritos. A Argentina já tinha batido na trave em 1930, essa era mais uma grande oportunidade de conquistar a Taça. Além dos Hermanos, o Brasil de Zico, a Itália de Paolo Rossi e a Holanda de Rensenbrink também eram candidatos. 

Os grupos ficaram assim depois das 3 rodadas da primeira fase: 

1- Itália, Argentina, França e Hungria. 

2- Polônia, Alemanha Ocidental, Tunísia e México.

3- Áustria, Brasil, Espanha e Suécia.

4- Peru, Holanda, Escócia e Irã.

No regulamento vigente da época, após a primeira fase de grupos, os dois primeiros colocados de cada grupo inicial eram classificados para uma segunda fase de grupos. O vencedor do segundo grupo ia para a final, enquanto o segundo colocado ia para a disputa de terceiro e quarto. Ou seja, era só a final de decisão por confronto direto, meio chato, né? 

Copa do Mundo de 1978: Brasil e Argentina lutando pela vaga na grande final

A Itália tinha a melhor campanha da Copa do Mundo, sendo a única seleção com 100% de aproveitamento na primeira fase. Todos os outros líderes tiveram ao menos um empate. Como Brasil e Argentina se classificaram em segundo lugar, os três países sul-americanos acabaram no mesmo grupo da segunda fase. 

Assim ficaram os grupos: 

Grupo A – Holanda, Itália, Alemanha Ocidental e Áustria.

Grupo B – Argentina, Brasil, Polônia e Peru 

No Grupo A, a Itália empatou sua primeira partida contra a Alemanha por 0-0, enquanto a Holanda aplicou um 5-1 na Áustria. Já na segunda rodada, os alemães empataram com a Laranja Mecânica por 2-2 e a Itália se recuperou, vencendo a Áustria por 1-0. 

Na terceira rodada, Holanda e Itália decidiram a vaga para a final em confronto direto. A Itália amassou em todo o primeiro tempo e abriu o placar com um gol contra de Ernie Brandts. No entanto, os holandeses voltaram melhor para o segundo tempo e Brandts se redimiu com um baita golaço de fora da área. 

A Holanda passou a ter mais volume de jogo e a ameaçar a meta da Itália, que já não criava tantas chances. Quando aos 30 minutos do segundo tempo, Adrianus Haan, acertou um balaço espetacular na meta italiana, para delírio dos espectadores. 2-1 e Holanda na final diante de 67 mil pessoas. 

Para quem quiser assistir, existe uma versão em espanhol disponível no Youtube: 

No Grupo B a história foi diferente, Brasil e Argentina eram os favoritos e se enfrentaram na segunda rodada. Isso depois de ambos vencerem suas primeiras partidas, o Brasil fez 3-0 sobre Peru e a Argentina venceu a Polônia por 2-0. No confronto direto, que deveria ter sido uma decisão, a partida acabou 0-0.

Devido ao estranho formato da competição, as duas equipes que tinham chance de classificação precisavam vencer seus jogos e esperar o resultado da outra. O Brasil venceu a Polônia por 3-1, garantindo 5 pontos e 5 gols de saldo. A Seleção de 1978 tinha Zico, Reinaldo, Roberto Dinamite e tantos outros craques, mais uma equipe pesada da nossa história.

Para a Argentina se classificar, precisava vencer o Peru por ao menos 4 gols de diferença. Aí aconteceu o que ficou conhecido como “O Jogo da Marmelada”. Porque o Brasil não deveria ter jogado antes dos donos da casa, as partidas deveriam ter sido disputadas ao mesmo tempo. Mas algo aconteceu e eles já entraram em campo sabendo o que era preciso fazer para classificar. 

Para muitos, os peruanos foram comprados e tudo foi organizado de forma que os argentinos se classificassem. Nada disso foi comprovado e o fato é que a Argentina venceu o Peru por assombrosos 6-0, pressionando os adversários no campo de ataque o tempo todo. Jogaram para vencer e assim o fizeram! Veja o que comenta que viveu aquela Copa:

Monumental de Nuñez lotado: toda a Argentina em festa!

A grande final reuniu 71.483 no Estádio Monumental de Nuñez. A Holanda disputava sua segunda final de Copa do Mundo consecutiva, ambas as equipes lutavam pelo primeiro título mundial. Assim estavam escaladas: 

Argentina: U. Fillol; J. Olguín, L. Galván, D. Passarela e A. Tarantini; A. Galego, O. Ardilles e M. Kempes; D. Bertoni, O. Ortiz e L. Luque. A equipe de César Luis Menotti entrou em um 4-3-3. 

Holanda: J. Jongbloed; R. Krol, W. Jansen, E. Brandts e J. Poortvliet; J. Neeskens, A. Haan e W. van de Kerkhof; R. van de Kerkhof, J. Rep e R. Rensenbrink. O time de Ernst Happel jogava no esquema 4-3-3.

O jogo foi bom, como era o esperado, afinal eram duas das melhores seleções do mundo. O craque lendário Mario Kempes marcou o primeiro para os hermanos aos 38 do primeiro tempo. E pouca coisa aconteceu durante o segundo tempo. Com algumas chances perdidas dos dois lados, tudo indicava uma vitória argentina, quando Nanninga empatou para a Holanda aos 37 da etapa final.

Porém a magia aconteceu na prorrogação! No último minuto do primeiro tempo, Kempes fez uma jogadaça e só parou dentro do gol, tirando dois zagueiros e o goleiro no processo. Com a Laranja Mecânica desorganizada, a Argentina ainda fez o terceiro aos 11 do segundo tempo da prorrogação. Resultado final 3-1 para os hermanos. Veja os gols: 

Mario Kempes estará para sempre nos corações argentinos por sua atuação nessa Copa do Mundo. Artilheiro e melhor jogador da competição, conquistou o mundial inédito para os hermanos!

Tá pensando em apostar no tri da Argentina sem risco nenhum?

Vira essa boca pra lá! Mas se você realmente quer apostar na Copa do Mundo Qatar 2022, aproveite a oferta de boas-vindas da KTO para fazer sua fezinha sem risco! A casa de apostas esportivas KTO te oferece excelentes odds e as melhores promoções para apostar

Na sua primeira aposta online de até R $200, caso não vencer, você recebe todo o valor de volta na forma de freebet. Tá esperando o que para aproveitar? 

Texto de Glauco Motta. Curioso por tudo que envolve esportes, games, TV, cinema, livros e música, sem uma ordem específica. Escrevo sobre todo tipo de coisa, vou forte no competitivo, sem dar rage com o time. R10 the GOAT e Michael Scott melhor manager, sem discussão.

A gente quer te lembrar uma coisa importante: a KTO é um lugar para quem tem mais de 18 anos se entreter e aproveitar momentos de descontração e alegria. Se você ainda é menor, ou se o jogo já não está tão divertido assim no momento, deixe para voltar mais tarde.

ÚLTIMOS ARTIGOS