9.3 C
Nova Iorque

5 faltas injustas que teriam interferência do VAR nas Copas do Mundo

Faltas injustas na Copa: com o advento do VAR o futebol nunca mais será o mesmo. Embora não seja um ferramenta perfeita, a verdade é que a tecnologia do árbitro de vídeo, ao menos, limita a possibilidade de erros grosseiros ou marcações super injustas. E isso é uma ótima notícia para quem gosta de se divertir com apostas esportivas.

É comum na cultura do boleiro a necessidade de conseguir uma vantagem, de qualquer forma, contanto que ajude a sua equipe a sair vencedora. E às vezes os jogadores passam do limite em busca dessa “ajuda”, agindo de forma antidesportiva e ludibriando a arbitragem.
 
Nessa lista, veremos 5 lances em que os jogadores foram beneficiados ou prejudicados e o jogo seguiu. Se a FIFA contasse com a ajuda do VAR desde então, com certeza teríamos revisões e novas decisões aplicadas em cada um deles. Em 2022 será apenas a segunda vez em que contaremos com essa tecnologia, mais um ponto para levar em consideração antes de apostar na Copa do Mundo.

A malícia de Nilton Santos: os dois passos da Copa de 1962

Conhecido como a “Enciclopédia do Futebol”, Nilton Santos foi eleito pela FIFA o melhor lateral-esquerdo de todos os tempos. Participou de quatro Copas do Mundo e venceu muitos títulos com o Fogão em solo brasileiro e sul-americano. Mas seu lance mais icônico foi produzido sem a bola nos pés e sim com a cabeça, sem a bola.

No terceiro jogo da fase de grupos, Brasil x Espanha valia a vaga e liderança do grupo 3. A Espanha jogou sem Di Stefano, lendário craque do Real Madrid e o Brasil sem Pelé, que tinha se lesionado três dias atrás. Porém, a Fúria também tinha mais um craque, que abriu o placar do jogo, Ferenc Puskás. 

No começo do segundo tempo, Nilton Santos derrubou Enrique Collar dentro da área e o juiz apitou falta. Mas instintivamente, o lateral deu dois passos para fora da área e enganou o juiz, que não percebeu e acenou apenas falta. Dê uma olhada no replay e veja se esse lance não seria revisado.

A verdade é que a falta não rendeu nada e aos poucos a Espanha começou a cansar e enfraqueceu sua marcação. O Brasil aproveitou as brechas e virou a partida com dois gols de Amarildo. Dali adiante a Seleção venceu todas e se sagrou bicampeã mundial de futebol sobre a Tchecoslováquia. 

Vai saber o que aconteceria se tivessem marcado aquele pênalti!

O gol anulado sem motivo da Espanha: Coreia do Sul em 2002 fez história

O desempenho histórico da Coreia do Sul na Copa do Mundo que sediou reverbera até os dias de hoje. Além de histórico, também é muito controverso, principalmente quando se trata de algumas decisões dos juízes nos jogos dos anfitriões. Até hoje, italianos e espanhóis têm pesadelos com as arbitragens de suas partidas contra os sul-coreanos. 

O juizão enxergou uma falta bizarra em um gol de cabeça da Espanha e anulou o único do jogo e anulou o que seria o tento da vitória. Seria um lance revisado pelo VAR sem sombra de dúvidas, assim como muitos outros lances favoráveis à Coreia naquela Copa. Existem diversos vídeos sobre a arbitragem dos seus jogos.

Até hoje, nenhuma outra seleção asiática repetiu o sucesso deste time coreano histórico.

Um crime dentro de campo: França x Alemanha Ocidental 1982

Na semifinal da Copa de 82, França e Alemanha Ocidental se enfrentaram em um jogo tenso, toda dividida saía faísca dentro de campo. As duas seleções eram vistas como candidatas reais ao título. Os Bleus tinham o craque Michel Platini com a camisa 10 e eram leves favoritos para o confronto, apesar dos alemães também serem muito fortes.

O jogo estava empatado em 1-1 quando Patrick Battiston recebeu uma linda bola enfiada por Platini para sair na cara do gol de Schumacher. O atacante acabou errando o gol, mas a grande polêmica desse lance foi a saída do arqueiro. O alemão se chocou violentamente com Battiston, em um lance extremamente imprudente, deixando o francês convulsionando no chão após o choque.

O juiz não marcou nem falta, tudo foi interpretado como um choque de jogo e seguiu. A verdade foi que Battiston perdeu dois dentes e sofreu uma concussão devido ao choque. Se tivesse VAR naquela época, o goleirão ia passar um ano suspenso, no mínimo! As imagens são chocantes até para os padrões daquele tempo.

Os alemães se classificaram nos pênaltis depois do jogo acabar 3-3. E foram vice-campeões para a Itália naquele ano.

O pênalti fantasma. Itália x Austrália na Copa de 2006

A Itália foi a grande campeã da Copa do Mundo de 2006, mas não sem antes passar por difíceis testes no caminho até a grande final. Um desses testes foi o jogo contra a Austrália, pelas oitavas de final daquele ano. Apesar dos melhores esforços italianos, o gol não saía de jeito nenhum e a defesa australiana era sólida.

Depois de quase noventa minutos de ataque contra defesa o jogo seguia sem gols indo em direção a prorrogação. Mas nos minutos finais, Gianluca Zambrotta, invadiu a área pela esquerda, passando por um zagueiro e driblando outro. No segundo lance, o defensor se expõe ao tentar um bote errado e Zambrotta aproveita para se jogar.

Naquele tempo sem VAR, foi o suficiente para iludir o árbitro e garantir um pênalti mandrake para os azzurri. Sem dúvidas, hoje em dia aquele lance seria checado e anulado, pois não há contato entre os jogadores suficientemente forte para a falta.

 La mano de Dios. Maradona na Copa de 1986

A Copa do Mundo do México em 1986, todos os olhos do mundo estavam voltados para o craque Diego Maradona. Jogador controverso, dono de habilidade sem igual, que deixava adversários para trás sem dificuldade. E ele não decepcionou, até hoje sua performance é reverenciada, sendo o jogador com o maior número de dribles certos em uma edição da Copa até hoje.

O jogo estava em empatado em um tenso 1-1 quando a Argentina vem trabalhando a bola, tocando de pé em pé, avançando no campo. Maradona pega a bola pela meia esquerda, passa por três marcadores e solta na direita. Um atacante argentino desvia a bola para o alto e ela sobre para Maradona dividir com o goleiro, uma defesa fácil.

Mas foi aí que entrou a “Mão de Deus”. Maradona pula junto do arqueiro, mas estica seu braço e desvia para o gol com a mão. Nem juiz, nem bandeirinha perceberam e simplesmente validaram o gol. O VAR iria expulsar o argentino se acontecesse hoje, isso é aposta ganha.

A Argentina foi a grande campeã da Copa do Mundo de 1986. E Maradona, o melhor jogador da competição.

Não tem injustiça aqui não, tem é ganho antecipado!

Na casa de apostas esportivas KTO você tem muitos benefícios para começar a se divertir como preferir. Uma das nossas melhores promoções para apostar é o ganho antecipado KTO. Com ele, você já recebe seu retorno do mercado 1×2 assim que sua equipe escolhida abrir 2 gols de diferença!

É isso mesmo! Nas suas apostas esportivas pré-jogo no mercado 1×2, você tem a chance de receber o retorno assim que o seu time abrir 2 gols de diferença. Nem precisa esperar acabar, é muita vantagem!

Texto de Glauco Motta. Curioso por tudo que envolve esportes, videogames, TV, cinema, livros e música, sem uma ordem específica. Escrevo sobre todo tipo de coisa, vou forte no competitivo, sem dar rage com o time. R10 the GOAT e Michael Scott melhor manager, sem discussão.


A gente quer te lembrar uma coisa importante: a KTO é um lugar para quem tem mais de 18 anos se entreter e aproveitar momentos de descontração e alegria. Se você ainda é menor, ou se o jogo já não está tão divertido assim no momento, deixe para voltar mais tarde.

ÚLTIMOS ARTIGOS