15.7 C
Nova Iorque

Como apostar em cavalos: veja como lançar seus palpites neste esporte

Conhecida como uma das primeiras modalidades nas apostas esportivas, a corrida de cavalos é uma oportunidade de diversão

Você sabia que é possível apostar no turfe? Viemos mostrar para você como essa modalidade de apostas pode ser divertida e render bons palpites. Porém, antes de começar a investir, é preciso entender como apostar em cavalos.

Vamos nos aprofundar em uma das modalidades mais antigas e que vêm ganhando espaço novamente entre os apostadores. Portanto, acompanhe a partir de agora nossa jornada para conhecer o turfe e os mercados oferecidos!

Conheça mais sobre as corridas de cavalos

A história brasileira com o turfe já tem mais de 170 anos e você verá agora como a modalidade se estabeleceu e quais os maiores eventos nacionais. Tudo isso acompanhado dos tipos de provas que são encontradas entre os apostadores.

História

Os relatos das primeiras provas de turfe, no Brasil, foram no ano de 1850, no Prado Fluminense, que ficava localizado no bairro São Francisco Xavier. O detalhe é que o local funcionou somente por três anos e fechou as portas.

No ano seguinte, o espaço foi comprado novamente e voltou a receber corridas de cavalos. Anos mais tarde foram surgindo cada vez mais hipódromos para receber as corridas, que desde aquela época passaram a receber apostas sobre quais cavalos seriam vencedores.

Nos anos 30 foi criado o Grande Prêmio Brasil de Turfe, realizado no Jockey Club da Gávea, também no Rio de Janeiro. Os grandes prêmios como esse têm um formato semelhante aos de corridas de carros, com programação ao longo do fim de semana.

O GP Brasil teve em 2021 a sua 89ª edição disputada e a tradição segue firme para os amantes do turfe na capital fluminense. Vale lembrar que em sua primeira edição, feita em 1933, o cavalo vencedor foi o “Mossoró”.

O Jockey Club de São Paulo, também nos anos 30, passou a receber eventos e desde lá é o principal hipódromo do estado. Assim, outros grandes torneios se tornaram mais frequentes.

Como são realizadas as corridas

Os hipódromos, locais das competições, reúnem os principais personagens das corridas, que são os cavalos e jockeys. Lá são distribuídos em raias específicas e, enquanto a prova não tem início, ficam fechados, para evitar o contato direto com os outros cavalos.

As pistas nas quais as corridas ocorrem costumam ser de dois tipos de pisos, pode ser em grama ou na terra. Além disso, podem ocorrer em pistas ovaladas ou retas.

As corridas feitas em retas são aquelas chamadas de tiro curto, com distâncias médias de 300 a 500 metros. Em contrapartida, as competições feitas em pistas ovaladas são as que contam com maior metragem, com corridas entre 1500 e 2000 metros.

No GP Brasil, algumas das provas vão ainda mais além, com percursos que chegam a 2400 metros.

Tipos de provas do turfe

Para que possamos entender mais a fundo sobre como apostar em cavalos, é preciso saber de outros detalhes com relação às provas que costumam ocorrer e quais as chances de cada cavalo e dos jockeys.

As corridas de um evento de turfe são chamadas de páreos e as apostas seguem a cada intervalo entre essas baterias de prova.

Para que você entenda, portanto, a maneira de observar e começar a prospectar sobre as corridas, veja abaixo os exemplos de provas e quais são mais usuais em determinadas épocas do ano.

Vale o destaque, antes de irmos aos tipos de prova, sobre os tipos de pista, que também devem ser um ponto interessante a se observar. Após saber qual o piso que a competição abrigará e o clima do dia, veja como poderá escolher as apostas.

Flat

São aquelas provas mais populares e comuns no calendário de provas. Costumam ser disputadas em pistas de linha reta, porém há espaço, também, a provas mais longas, com circuitos ovais.

Nesse tipo de prova não há nenhum obstáculo aos competidores, pois são provas de velocidade. As melhores condições para esse tipo de prova é em clima de primavera e verão, em que as pistas costumam estar mais secas.

Jumping

Já para as épocas mais frias, como outono/inverno, o jumping pode ser uma boa pedida. No caso, esse tipo de corrida já é desenhado com obstáculos pelo percurso, com os chamados “Hurdles”, que são os obstáculos iguais, e os “Steeplechases”, em que, além do obstáculo, há também um tanque de água, que dificulta ainda mais a passagem.

Não se esqueça de traçar uma análise sobre os jockeys, e também sobre os cavalos que competirão, já que as características de cada um poderão fazer você mudar sua escolha — cada um deles pode se sair melhor em condições de clima diferentes.

Mercados de apostas

Chegou o momento de termos uma imersão nos mercados de apostas ligados à modalidade, para que você escolha o melhor para investir e palpitar sobre os possíveis vencedores.

Os tipos de apostas são simples, até mesmo porque não existem muitas variações. Com provas mais curtas, observe quais serão os pontos mais importantes para que você faça sua escolha de maneira certeira.

Um diferencial para o turfe está nos valores pagos em caso de acerto, que costumam ser bastante convidativos. Então, aproveite para se adaptar a cada uma das formas antes de seguir com apenas uma delas.

Vitória

É aquele em que se tem o conceito mais simples. O apostador escolhe qual será a dupla vencedora da corrida. Parece fácil, mas um bom apostador está sempre ligado em todos os detalhes e informações, para ampliar seus acertos.

Vale lembrar que, quando falamos em duplas, seguramente o assunto são cavalos e jockeys, já que este fator é que faz a diferença. O ideal é que se observe quais as duplas mais experientes e entrosadas, em que o jockey consegue tirar o máximo desempenho do animal.

Assim, para se dar bem, aproveite para analisar as estatísticas de corridas anteriores, principalmente com relação ao tempo de parceria entre jockey e cavalo. Com um maior equilíbrio, ficará ainda mais fácil apostar, já que o apostador passa a ter maior segurança.

Sem dúvidas, este é o mercado que oferece as melhores odds, devido a dificuldade de acerto.

Place

Este conceito traz uma dificuldade um pouco menor, já que em Place o apostador tem a chance de prospectar uma mesma dupla para chegar em primeiro ou segundo no páreo em questão.

Então, nesta modalidade, não importa somente a vitória da dupla, mas a chance de se manter entre as duas primeiras posições. Sendo assim, o retorno passa a ser garantido em ambas as classificações.

As odds desse tipo de mercado são inferiores às da escolha do vencedor, justamente por deixar as condições um pouco mais fáceis. Porém, se administrada de forma correta, pode ser uma ótima ferramenta, sobretudo em páreos mais disputados.

Show

Aqui está um ponto de atenção para aqueles que querem começar nas apostas. O mercado de Show é o que se cobra menos do apostador, já que as chances são ainda maiores. Então, é uma boa maneira de começar a apostar em cavalos.

É apostado aqui que uma mesma dupla poderá chegar em uma das três primeiras posições do páreo. Porém, mesmo com uma menor dificuldade, arrisque-se somente após conhecer os competidores, já que não é preciso apostar somente nos favoritos para a vitória.

Esta é, inclusive, uma estratégia para tentar arrecadar valores de retorno um pouco maiores do que com os principais candidatos à vitória. Analise todas as possibilidades antes de cravar o palpite.

Across the board

O Across the Board tem uma complexidade maior, mas dá a oportunidade de faturar valores mais altos no caso de acerto. No caso, o apostador arrisca mais, já que é como se ele juntasse as três primeiras opções de aposta ao mesmo tempo.

Sendo assim, o apostador deve ser mais específico com relação à escolha de quem chega em primeiro, segundo e terceiro. O valor de retorno só chega ao seu máximo se houver a combinação perfeita dos três resultados.

Com os acertos de um ou de dois resultados, a porcentagem de lucro é consideravelmente menor. Mas mesmo assim ainda se torna uma experiência válida, por não se correr tantos riscos quanto no mercado de Vitória.

Como escolher um vencedor

Já pudemos perceber que as apostas em cavalos são simples, mas bem diferentes das apostas feitas em futebol, por exemplo. Por isso, mais do que observar os jockeys, é necessário conhecer as características principais de cada cavalo.

Assim, aproveite todas as formas de informações, sobretudo em publicações oficiais dos campeonatos, além de sites especializados neste estilo de aposta. Para que se tenha uma ideia, muita gente se baseia somente pelas odds e isso pode ser um erro enorme.

Um apostador que adquire experiência desenvolve também o tato na hora de escolher, independente das condições internas ou externas de prova.

Então não deixe de iniciar nas apostas com o máximo de informações e com a organização de prognósticos próprios, para que se tenha as informações sempre à mão, independentemente de onde esteja.

Conheça os candidatos ao título, mas aproveite também para ter um panorama completo sobre os azarões.

Por fim, fique ligado sempre no calendário de competições do ano, pois assim as chances serão maiores de ter um palpite cada vez mais certeiro, sobretudo ao analisar condições específicas de circuito e como o clima afetará em cada tipo de piso.

Aposte com a KTO

Após conhecermos os detalhes sobre como apostar em cavalos, não deixe de praticar. E, para começar, é muito fácil, já que a KTO também oferece o turfe como opção. Assim, aproveite para observar o calendário e não deixe de fazer sua inscrição na KTO!

Além do turfe, a KTO leva até você o melhor de diversas modalidades esportivas, além de eventos especiais que ocorrem ao longo do ano. Faça já uma visita e tenha a chance de receber um bônus de boas-vindas.

A gente quer te lembrar de uma coisa importante: a KTO é um lugar para quem tem mais de 18 anos se entreter e aproveitar momentos de descontração e alegria. Se você ainda é menor, ou se o jogo não está tão divertido assim no momento, deixe para voltar mais tarde.

ÚLTIMOS ARTIGOS